sábado, 1 de dezembro de 2012

O Encontro

«As coisas vulgares que há na vida
Não deixam saudade
Só as lembranças que doem
Ou fazem sorrir
 
(…)

Há dias que marcam a alma
E a vida da gente
(…)»

                              Chuva, Mariza

 O tempo e o espaço tornam possível o encontro! Viver o não tempo e o não espaço no tempo e no espaço é coisa do Eterno, é coisa do Amor, é coisa do Divino!!

23/24.XI.2012

2 comentários:

Anónimo disse...

Há gente que fica na história
da história da gente!

Catarina Pereira disse...

Das minhas favoritas. É fantástica! :D

http://apparemmentideal.blogspot.pt